Dicas especiais de decoração de sala para seu aconchego

A sala é aquele lugar super especial de convívio, de descompressão do dia a dia, de receber visitas e também de relaxar. A decoração da sala importa, e muito! Afinal, a forma como decoramos nosso ambiente diz muito sobre nós e também como iremos nos sentir convivendo nele.

Nada mais divertido do que escolher com todo o carinho cada item de decoração de nossos cômodos. E a gente nunca se cansa de buscar por referências, não é? Por isso, hoje, trouxemos uma série delas para você se apaixonar!

Dicas de decoração de sala incríveis

Compor o ambiente é sempre um desafio de visualização, estética e muito feeling, mas alguns efeitos e artigos são mais garantidos que os demais, não é mesmo? Olha só:

Preencha sua parede

Em casas muito grandes, não é raro que acabem ficando alguns espaços vagos, sem mobília, com aquele branco entediante dominando. Que tal preenchê-lo de forma prática?

Se você gosta de literatura e quer montar aquele acervo, pode investir em um conjunto de nichos para livros, ou mesmo uma estante de livros nos moldes antigos. Se for para decorar, é fácil encontrar coleções antigas com capa dura por preços bem acessíveis.

Agora, se os livros são demais ou mesmo causam aquela alergia desagradável, você pode adotar uma tática mais clean e artística, como montar uma parede de quadros. Você pode facilmente escolher artes que se comuniquem com as cores da mobília e dos eletrônicos.

…E o chão também

Especialmente em apês com espaço mais limitado, um tapete bem confortável no centro pode transformar a maneira de convívio do ambiente, incentivando as pessoas e se sentarem no chão para fazer suas atividades, como jogar boardgames, assistir um filminho e muito mais.

E se for usar o tapete para relaxar, não deixe de usar uma série de almofadas bem lindas e decoradas para destacar ainda mais seu espaço. Elas nunca são demais!

Insira mobílias funcionais

Outra dica para quem tem um espaço mais limitado é usar muito bem cada milímetro da sala. Que tal optar por uma cômoda bem estilosa na sala para apoiar a luminária ao invés de uma simples mesa? Assim você ganha algumas gavetas que podem ser valiosas para guardar uma série de coisas. O mesmo vale, por exemplo, para aparadores, quando for criar uma decoração com espelhos.

Adote diferentes estilos

O melhor guia para uma boa decoração é definir um tema, assim você cria um sexto sentido para artigos decorativos que podem combinar bem com a sua sala, não é?

Adote um estilo natural e zen

Transforme sua sala num ambiente meditativo e de positividade, com quadros e totens inspiradores, de temas místicos, mandalas nas paredes… mantenha aquele incensário bem decorativo no centro para purificar o ambiente e, claro, dê um carinho especial às plantas para fizerem parte do seu convívio, você só tem a ganhar!

Minimalismo funcional

Escolher bem a disposição de cada objeto para dar aquela “respirada” no ambiente é uma arte. Minimalismo não é meramente usar poucos objetos, mas usá-los de maneira funcional e criativa. Os tons neutros oferecem profundidade e sobriedade para seu espaço.

Aposte na exuberância

Outra forma quase oposta mas igualmente interessante é apostar na exuberância: invista em artigos com textura; papéis de parede, uma cerâmica chamativa, um tapete felpudo, cortinas com babados, quadros com artes geométricas e tudo aquilo que crie um senso de completude, luxo e aconchego.

Ambiente étnico

Com algumas peças é possível criar um senso étnico muito interessante na decoração de sala, que certamente vai chamar a atenção. Um papel de parede com ideogramas, uma luminária de papel e uma pequena estátua do Buda já dão um ótimo clima de extremo oriente, já um tapete de pele, padronagens chevron e um incensário carregado de palo santo dá um toque xamânico.

As decorações étnicas são evocativas e podem ser aumentadas conforme você se interessa por aquela cultura e passa a colecionar os seus artigos.

Aposte no Feng Shui

Um dos grandes guias para quem quer harmonizar seu ambiente em um nível profundo é trazer o Feng Shui para seu convívio. A sabedoria milenar chinesa é repleta de elementos e ideias extremamente criativas.

Posicione um quadro de baguá ao lado da porta de entrada e comece a pesquisar sobre a harmonização dos octagramas, com plantas, fontes, cristais, formatos, espelhos, cores e materiais. Você vai aprender diversas propriedades incríveis de cada atributo da casa e se conectar profundamente com seu lar.

E aí, se inspirou para transformar seu ambiente? A Decohouse ama esse sentimento e quer te inspirar para manter essa atitude em dia e cheia de criatividade, aqui no nosso blog você confere diversas dicas de coração feitas com muito carinho para seu ambiente 😉

Decoração home office com muito carinho e identidade

Você sabia que, em 2020, as vagas de trabalho em regime home office aumentaram 215%, fora o número de pessoas que tiveram que trabalhar de casa por conta dos riscos da pandemia?
Mais do que nunca, a relação que temos com nosso trabalho e nosso lar foi levada a um novo nível, e a busca por decoração home office explodiu. Se você é uma dessas pessoas, como você tem decorado seu cantinho de trabalho? Sabia que sua organização tem um impacto direto com a sua maneira de lidar com o trabalho?
Esse é o momento ideal para trocarmos algumas ideias e decorações sobre como decorar o home office com propriedade e deixá-lo a sua cara! Olha só as dicas que o blog Decohouse preparou para você:
A importância da decoração home office
A relação que temos com nosso ambiente tem tudo a ver com como nós o percebemos e o que fazemos nele. A adaptação em trabalhar em casa certamente foi e está sendo difícil para muita gente. Seja pela falta de espaço, de estrutura, de conciliação dos ambientes, de concentração… Cada um sabe a dificuldade que tem enfrentado em casa.
Mas de uma coisa temos certeza: quanto mais belo, agradável, aconchegante e arejado for o cantinho de trabalho, mais fácil fica a adaptação e maior é a produtividade.
A decoração home office tem um impacto direto em como sentimos a hora do trabalho, e uma das dicas que tem sido mais importantes a respeito do local de trabalho é justamente separar ele do convívio caseiro: ter o tempo e o local de trabalhar e o tempo e o local do convívio em casa. A decoração pode ajudar bem a delimitar esses “nichos” de nossa casa.
 Preparando sua decoração home office
Ao menos um item certamente não vai faltar no ambiente de trabalho da grande maioria das pessoas que foram para casa: o computador. Prepare uma mesa especial para ele, e sobre essa mesa tente manter apenas o essencial. Quanto menos distrações, melhor vai ser para o ritmo do seu dia.
Desative as notificações desnecessárias de seu celular e, para manter tudo em dia, não deixe faltar aquele bloco de notas ou post-its coloridos sobre a mesa.
Mas, calma! você não precisa adotar o minimalismo total a menos que queira. A ideia é evitar distrações. Para unir funcionalidade, foco e beleza, o legal é investir em coisas que são funcionais para seu dia a dia, que tal?

Funcional e belo – o verdadeiro conceito

Para ter tudo a mão de forma mais prática, especialmente para guardar a pepelada, que tal adotar um nicho decorativo?
Ao invés de empilhar (e perder) as coisas nas gavetas, você pode investir em um separador de papéis e um porta lápis. Sobre o separador, pode usar uma mini escultura como peso de papel, enquanto o porta-lápis pode ser personalizado com fotos ou adesivos, por exemplo.
E você também não precisa ficar olhando para a parede branca e sem vida. Pelo contrário: ter algo para ajudar na focalização faz muito bem. Você pode levar para o escritório aquele quadro com um tom mais intimista, com uma arte mística, ou algo cheio de padrões intrincados e geométricos – quem sabe também por aquela frase motivadora na parede, que te ajude a manter o foco e a força mesmo nos momentos de maior cansaço.

Leve um pouco de vida para onde for

Que tal ter algo orgânico e verde sobre a mesa? Isso certamente vai dar uma energia diferente para o lugar. Se você não tem um pet que gosta de dormir ao lado do calor do computador ou que adora fazer companhia aos seus pés, já pensou em adotar uma planta como mascote? Providencie um jarro bem especial para a sua nova companheira de trabalho.
E que tal ter um cristal sobre a mesa? Os minerais têm propriedades incríveis e pedras como a ametista, com sua enorme capacidade de transmutação, ou a turmalina, que é uma ótima neutralizadora de sentimentos pesados e que causam fadiga. Uma drusa cheia de padrões ou mesmo aquela pedra rolada vão dar um apoio a mais para a sua jornada.
E para quem ama purificação do ambiente, um bom incenso é grande amigo. Existem diversos incensários delicados e cheios de significado, com tons metálicos ou em argila e madeira que dão um destaque especial.
O Palo Santo é o purificador ideal da casa inteira. O alecrim, o eucalipto e o capim-limão, além de refrescantes são ótimos para a concentração. Agora, se o momento exige inspiração para fechar importantes negócios, o patchouli dá aquele vigor mental e a mirra atrai muita prosperidade.

Dicas de sobrevivência para o home office

Uma das dicas fundamentais é manter arrumado – o ambiente e você! Não trabalhe de pijama: acorde mais cedo, escove os dentes, lave bem o rosto, se penteie e vista-se como se fosse ao trabalho em dia normal.
Mantenha o ambiente organizado e avise a toda sua família que, apesar de estar em casa, estará indisponível – ou melhor, somente para emergências.
O bom de estar em casa é que poderá fazer pausas que recarreguem mais as energias: aproveite para se alimentar bem e com calma, a cada 30 minutos levante-se e dê uma boa espreguiçada, estique o corpo e beba água. Tomar água regularmente é tão bom para vencer o sono quanto café em excesso, com o bônus de não causar ansiedade nem picos de energia seguidos de quedas.
Com um ambiente gostoso de se conviver você pode criar novos vínculos com a sua casa e também mudar a visão que tem sobre o seu trabalho. Com um pouco de carinho e disciplina você pode ir mais longe!
Para conferir mais dicas especiais de decoração, sustentabilidade e mundo zen, é só assinar nossa newsletter para receber os melhores conteúdos em primeira mão. Nos vemos no próximo post!

Morando sozinho: como fazer uma lista de supermercado básica e eficiente

Foto por: Allef Vinicius

Sabe aquela geladeira de novela, linda e repleta de gostosuras? Não, essa definitivamente não é a geladeira de alguém que mora sozinho. O motivo disso é muito simples: os alimentos estragam rápido demais quando não há bocas suficientes para comê-los e, para evitar desperdícios, não é recomendado encher a geladeira de produtos. 

No entanto, é muito comum que no início da vida de morar sozinho tenhamos certos “impulsos” durante as compras no supermercado. Para evitar que isso aconteça, criamos um post com uma lista de itens para lhe auxiliar na hora das compras.

Para saber mais, siga a leitura! 

Alimentos não perecíveis

  • Macarrão 
  • Arroz
  • Feijão
  • Lentilha
  • Farinha de trigo
  • Cereais em geral 
  • Sal
  • Fermento químico
  • Café 
  • Achocolatado
  • Pipoca 
  • Grão de Bico 
  • Biscoitos
  • Azeite de Oliva
  • Temperos a gosto 
  • Água mineral
  • Leite condensado
Foto por: Jordan Madrid

Frutas, verduras e legumes

  • Banana
  • Maçã
  • Abacate
  • Mamão
  • Laranja
  • Uvas
  • Limão
  • Alface
  • Rúcula
  • Tomate
  • Cenoura
  • Cebola
  • Alho

Alimentos perecíveis

  • Leite
  • Ovos
  • Manteiga
  • Oleaginosas e frutas secas
  • Queijos em geral
  • Carnes em geral

Enlatados

  • Tomates pelados
  • Milho
  • Atum
  • Ervilha

Produtos de limpeza

  1. Detergente neutro;
  2. Limpa vidros;
  3. Esponja de louça; 
  4. Água sanitária; 
  5. Sabão de glicerina ou de coco – ótimos para lavar peças de roupas delicadas à mão;
  6. Sabão para lavar roupas na máquina – podem ser líquidos ou em pó, de acordo com a sua preferência;
  7. Amaciante para roupas.
  8. Desinfetante 

Produtos de higiene

  1. Papel higiênico
  2. Sabonete
  3. Shampoo
  4. Condicionador
  5. Pasta dental

Lembrando, esta é uma sugestão de lista que vai ser adaptada ao estilo de vida e restrições alimentares de cada pessoa.

E aí, o que achou das nossas dicas? Se você possui alguma dúvida relacionada a morar sozinhx, comente!

Morando sozinho: como organizar as finanças do mês

Morar sozinho é uma oportunidade para se encontrar consigo mesmo, experimentar um imenso crescimento pessoal e adentrar à vida adulta. No entanto, se você está embarcando nesta aventura pela primeira vez, deve estar com dúvidas relacionadas a como organizar as finanças do mês.

Estabelecer a organização dos gastos é uma tarefa que exige tempo, mas é essencial para uma vida financeira saudável. É preciso arregaçar as mangas! Sendo assim, além de trabalhar, é muito importante organizar o orçamento e direcionar as entradas e saídas de dinheiro. 

Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura do artigo! 


Como organizar as finanças do mês com 5 dicas


1) Entradas e saídas


Pode parecer algo bobo, mas a anotação das entradas e saídas faz toda a diferença para aqueles que desejam se organizar financeiramente. Além de sua renda fixa, você costuma fazer freelas? Possui algum tipo de renda extra? Anote tudo! Em um papel ou no bloco de notas do celular, aponte os seus rendimentos e também as suas despesas. Uma dica legal é organizar 4 colunas: entradas fixas (aquele dinheiro que entra todo mês certo), entradas extras (os tais dos freelas), saídas fixas (gastos que você todo o mês, como condomínio, luz, água, etc), saídas extras (blusinhas, décor pro apê, saídas com os amigos).


2) App para organizar as contas no smartphone


Alguns apps ajudam muito na organização do orçamento mensal. O primeiro é o Guia Bolso, que permite conectá-lo com suas contas bancárias, registrar seus gastos e descobrir, com os gráficos, para onde está indo o seu dinheiro. Outra dica de app é o Minhas Economias, que classifica os gastos por categorias, criando gráficos que facilitam na hora de entender para onde o seu dinheiro está indo. 


3) Utilize uma planilha personalizada


Se você gosta de organizar a sua vida pelo computador, que tal utilizar uma planilha super personalizada? Para ajudar você a organizar as finanças do mês, criamos um documento editável, que permite a inserção das informações mais importantes acerca de suas despesas.

Salve a imagem abaixo e imprima para manter sua planilha em dia!

Clique com o botão direito do mouse e vá para “abrir imagem em nova aba”. Depois, clique novamente com o botão direito e vá em “salvar imagem como…”.


4) Dedique um tempo durante a semana para se organizar

Se você cuida de sua saúde, é normal que dedique algumas horas por semana para se exercitar. Se você cuida de sua aparência, é provável que dedique algum tempo durante o mês para fazer skincare ou arrumar o cabelo. Por que a respeito das finanças isso seria diferente? Busque dedicar 30 minutos por semana para avaliar as suas principais despesas e também como gerenciá-las. 


5) Economize uma parte de sua renda todos os meses


No caso de imprevistos, nada melhor do que ter uma reserva de emergência, né?! Por isso, busque economizar todos os meses parte de seu salário para um fundo de reserva. Dessa forma, você ficará muito mais seguro para lidar com mudanças repentinas. 😉

Então, gostou das nossas dicas? Se você possui alguma sugestão para organizar as finanças do mês, comente!

Animais de estimação: diferentes tipos para ter no lar

Os melhores animais são aqueles que nos fazem companhia e nos proporcionam uma dose de amor diária. [emoji coração] Quando pensamos em bichinhos para se ter em casa, geralmente julgamos os cachorros e os gatos como as únicas opções. No entanto, existem  animais de estimação diferentes e que podem trazer muitas experiências positivas para você.

Neste artigo, traremos ideias de animais de estimação diferentes para se ter em casa. 

Siga a leitura para saber mais!

5 animais de estimação diferentes para ter em casa


1. Hamster


O hamster é um roedor extremamente fofo e ideal para quem não possui muito espaço em casa. Eles se alimentam basicamente da ração, mas também gostam de comer alguns legumes e frutas, que podem ser oferecidos de vez em quando, de acordo com a orientação do veterinário. Quando bem cuidadas, algumas espécies vivem por até três anos e meio. 


2. Peixe Betta


O peixe Betta é uma das espécies ornamentais mais conhecidas em todo o mundo! Antes de comprá-lo, muita atenção: ele deve ficar sempre sozinho dentro do aquário, pois quando está em companhia, luta com o outro (por disputa de território) até que um deles não sobreviva. O peixe é um dos mais indicados para quem não possui muito tempo, pois necessita apenas da limpeza do aquário uma vez por semana e a alimentação diária do bichinho. 


3. Porquinho da Índia


Não se sabe bem ao certo por quais motivos o Porquinho da Índia leva esse nome, já que ele tem sua origem na América do Sul. O animal possui um temperamento extremamente dócil e bons hábitos de higiene. A base de sua alimentação é uma ração específica para a espécie, no entanto, o tutor pode oferecer legumes e alfafa diariamente. É um animal de estimação diferente e ideal para quem mora em apartamento! 


4. Passarinho


Os passarinhos são animais companheiros e, por isso, excelentes para se ter no lar. As espécies que não precisam de permissão do IBAMA – órgão responsável por fiscalizar todo processo de compra e doação – são os periquitos, canários e calopsitas, pois são animais propriamente domésticos. Os pássaros exigem, no mínimo, uma gaiola de tamanho apropriado com bebedouro, comedouro e banheira. O espaço onde o animal vive deve ser limpo com regularidade, para evitar doenças. 


5. Tartaruga


As tartarugas se adaptam com facilidade a espaços menores e não necessitam de muito tempo de cuidado por parte de seus tutores,  sendo ideais para quem vive em apartamento e possui uma rotina corrida.

No entanto, na hora de comprar o animal, é preciso ter muita atenção. Atualmente, é permitido ter em casa apenas o jabuti de pés vermelhos ou jabutipiranga e a tartaruga tigre-d’água. Ambas espécies devem ser oriundas de um criadouro registrado no IBAMA e os animais devem ser microchipados para que possam ser comercializados.

O que devo considerar antes de ter um animal de estimação?

Após verificar as diversas opções de animais de estimação diferentes do convencional para se ter em casa, é necessário que você determine o que deseja do pet. 

Mas, como assim? 

Em primeiro lugar, é preciso compreender se você busca um companheiro de brincadeiras (como um cachorro, um gato ou um hamster) ou um animal que não exija muita interação (como por exemplo um passarinho ou um peixe). 

A escolha de um pet de estimação deve ser baseada no tipo de animal que combina com a sua personalidade e que melhor se encaixa em sua rotina. 

Mesmo que algumas espécies não necessitem de muitos cuidados, é necessário destinar ao menos um tempinho de sua rotina para garantir o bem-estar do bichinho.

Então, gostou das dicas? Você possui algum animal de estimação diferente em casa? Comente! 

Como criar cachorro em apartamento? Confira 5 dicas

Você já teve dúvidas sobre como criar cachorro em apartamento? 🤔

Na verdade, não há uma resposta simples para isso: tudo irá depender da rotina que o tutor do animal possui.  

Foto: Tim Trad

Neste artigo, você entenderá como organizar a sua rotina para ter um cãozinho de estimação no apê.  Para saber mais, siga a leitura! 

 

Como criar cachorro em apartamento?

 

Um dos principais dilemas das pessoas apaixonadas por dogs e que moram em apartamentos é justamente ter ou não ter um cãozinho para companhia

Cachorro é tudo de bom, ?! Mas nós também sabemos que ser tutor não é uma tarefa fácil. Os animais são serzinhos com muitas vontades e necessidades e, infelizmente, nem sempre estamos aptos a criá-los da melhor forma. 

Responder a pergunta elencada acima, sobre como criar cachorro em apartamento, não é uma tarefa fácil. Afinal, tudo dependerá da sua rotina e também do animalzinho em questão. 

Confira abaixo 5 dicas para criar cachorro em apartamento! 

 

1. Estabeleça uma rotina de passeios

 

Foto: Andrew Pons

Assim como as crianças, os cachorros também precisam de rotina. Por isso, estabelecer um cronograma de passeios é bem importante. Os veterinários costumam indicar que o doguinho faça o passeio no mínimo duas vezes por dia, durante 30 minutos. Você pode, por exemplo, estabelecer o meio dia (horário do seu intervalo) e a tardinha para passear com o pet. Se preferir, pela manhã cedinho, antes de ir para o trabalho, pode ser uma boa alternativa.

 

2. Contrate um dog walker

 

Foto: Matt Nelson

Se para você é impossível passear com o seu dog durante todos os dias da semana, uma boa opção é a contratação de um dog walker. Ele vai até o seu apartamento, busca o seu cãozinho, passeia com ele e depois leva ele de volta ao apê.

3. Compre brinquedos interativos

 

Foto: Sarah Brown

Determinados tipos de brinquedos estimulam nos animais a prática de atividades físicas e o pensamento lógico. Esses acessórios são excelentes para cachorros que ficam sozinhos no apartamento, pois aliviam o estresse a ansiedade. Fale com o seu veterinário e busque as opções mais adequadas! 

 

 

4. Programas de televisão caninos

 

Foto: howstuffworks

Se você trabalha e passa a tarde fora de casa, os programas de televisão caninos podem ser uma boa opção para entreter o seu dog. Atualmente, existe até mesmo um canal para os pets, chamado DogTV. De acordo com o próprio canal, ele é desenvolvido por especialistas e apoiado pela comunidade PET, garantindo mais alegria e distração ao cachorro que fica sozinho em casa. 

 

 

5. Contate uma creches para cachorros

 

Foto: KaLisa Veer

Sabia que atualmente existem inúmeras creches para cachorros? Isso mesmo que você leu! Esses locais oferecem o espaço e os cuidados necessários para que o seu dog tenha uma rotina super feliz. Existem creches que oferecem pacotes de segunda à sexta, outras para alguns dias específicos da semana. Entre em contato com alguns locais em sua cidade e busque as melhores opções para você e o seu melhor amigo! 

 

Ter um cachorro grande no apartamento não é uma tarefa fácil, mas temos certeza que com o planejamento correto e com muito amor, será possível sim

Gostou das nossas dicas? Você tem um cachorro no seu apê? Comente!