Dicas especiais de decoração de sala para seu aconchego

A sala é aquele lugar super especial de convívio, de descompressão do dia a dia, de receber visitas e também de relaxar. A decoração da sala importa, e muito! Afinal, a forma como decoramos nosso ambiente diz muito sobre nós e também como iremos nos sentir convivendo nele.

Nada mais divertido do que escolher com todo o carinho cada item de decoração de nossos cômodos. E a gente nunca se cansa de buscar por referências, não é? Por isso, hoje, trouxemos uma série delas para você se apaixonar!

Dicas de decoração de sala incríveis

Compor o ambiente é sempre um desafio de visualização, estética e muito feeling, mas alguns efeitos e artigos são mais garantidos que os demais, não é mesmo? Olha só:

Preencha sua parede

Em casas muito grandes, não é raro que acabem ficando alguns espaços vagos, sem mobília, com aquele branco entediante dominando. Que tal preenchê-lo de forma prática?

Se você gosta de literatura e quer montar aquele acervo, pode investir em um conjunto de nichos para livros, ou mesmo uma estante de livros nos moldes antigos. Se for para decorar, é fácil encontrar coleções antigas com capa dura por preços bem acessíveis.

Agora, se os livros são demais ou mesmo causam aquela alergia desagradável, você pode adotar uma tática mais clean e artística, como montar uma parede de quadros. Você pode facilmente escolher artes que se comuniquem com as cores da mobília e dos eletrônicos.

…E o chão também

Especialmente em apês com espaço mais limitado, um tapete bem confortável no centro pode transformar a maneira de convívio do ambiente, incentivando as pessoas e se sentarem no chão para fazer suas atividades, como jogar boardgames, assistir um filminho e muito mais.

E se for usar o tapete para relaxar, não deixe de usar uma série de almofadas bem lindas e decoradas para destacar ainda mais seu espaço. Elas nunca são demais!

Insira mobílias funcionais

Outra dica para quem tem um espaço mais limitado é usar muito bem cada milímetro da sala. Que tal optar por uma cômoda bem estilosa na sala para apoiar a luminária ao invés de uma simples mesa? Assim você ganha algumas gavetas que podem ser valiosas para guardar uma série de coisas. O mesmo vale, por exemplo, para aparadores, quando for criar uma decoração com espelhos.

Adote diferentes estilos

O melhor guia para uma boa decoração é definir um tema, assim você cria um sexto sentido para artigos decorativos que podem combinar bem com a sua sala, não é?

Adote um estilo natural e zen

Transforme sua sala num ambiente meditativo e de positividade, com quadros e totens inspiradores, de temas místicos, mandalas nas paredes… mantenha aquele incensário bem decorativo no centro para purificar o ambiente e, claro, dê um carinho especial às plantas para fizerem parte do seu convívio, você só tem a ganhar!

Minimalismo funcional

Escolher bem a disposição de cada objeto para dar aquela “respirada” no ambiente é uma arte. Minimalismo não é meramente usar poucos objetos, mas usá-los de maneira funcional e criativa. Os tons neutros oferecem profundidade e sobriedade para seu espaço.

Aposte na exuberância

Outra forma quase oposta mas igualmente interessante é apostar na exuberância: invista em artigos com textura; papéis de parede, uma cerâmica chamativa, um tapete felpudo, cortinas com babados, quadros com artes geométricas e tudo aquilo que crie um senso de completude, luxo e aconchego.

Ambiente étnico

Com algumas peças é possível criar um senso étnico muito interessante na decoração de sala, que certamente vai chamar a atenção. Um papel de parede com ideogramas, uma luminária de papel e uma pequena estátua do Buda já dão um ótimo clima de extremo oriente, já um tapete de pele, padronagens chevron e um incensário carregado de palo santo dá um toque xamânico.

As decorações étnicas são evocativas e podem ser aumentadas conforme você se interessa por aquela cultura e passa a colecionar os seus artigos.

Aposte no Feng Shui

Um dos grandes guias para quem quer harmonizar seu ambiente em um nível profundo é trazer o Feng Shui para seu convívio. A sabedoria milenar chinesa é repleta de elementos e ideias extremamente criativas.

Posicione um quadro de baguá ao lado da porta de entrada e comece a pesquisar sobre a harmonização dos octagramas, com plantas, fontes, cristais, formatos, espelhos, cores e materiais. Você vai aprender diversas propriedades incríveis de cada atributo da casa e se conectar profundamente com seu lar.

E aí, se inspirou para transformar seu ambiente? A Decohouse ama esse sentimento e quer te inspirar para manter essa atitude em dia e cheia de criatividade, aqui no nosso blog você confere diversas dicas de coração feitas com muito carinho para seu ambiente 😉

Conheça os tipos de incenso ideais para cada ambiente

Quem não ama aquela sensação de ambiente cheiroso, arejado e purificado? Cada dia mais pessoas buscam meios de trazer aquela paz e bem-estar para a casa e o trabalho, e o Oriente já nos ensinou há muito tempo muitos métodos de trazer essas sensações agradáveis para o nosso convívio.

Uma delas é conhecendo os variados tipos de incensos! Acompanhe a leitura e descubra uma série de dicas que o blog Decohouse preparou para você viajar por aromas incríveis e qual escolher em cada sensação.

A importância do incenso

A ideia de purificação é vital para todas as filosofias e religiões, especialmente no Oriente, de onde vem as diversas variedades de incensos que conhecemos, e acendê-los, lá, faz parte do dia a dia das mais diferentes culturas.

Os povos antigos atiravam pedaços de madeira nas fogueiras ou queimavam diferentes tipos de resina. Em algumas religiões, esses atos eram tidos como uma maneira de purificar as diferentes matérias da natureza; em outras, o aroma agradável era considerado uma forma de higiene e de purificação dos pensamentos, além de os aromas serem muito utilizados como oferendas para os deuses ou mesmo para os antepassados, como no caso do xintoísmo, no Japão.

Aqui no Ocidente o incenso ganhou muita popularidade ligada à yoga e à meditação, com um estilo mais zen, mas existem diferentes tipos de incensos e usos que vale a pena:

Incenso massala – zen e purificador

É produzido com o conjunto de duas ou mais especiarias para formar uma massa que pode levar flores, ervas e pedaços de madeira. Ele costuma ter um cheiro mais floral e bem agradável.

É uma ótima opção para se acender em ambientes mais fechados, por ser bem suave e de queima lenta, ideal para a concentração.

Palo Santo – a madeira sagrada

O palo santo é uma árvore peruana com diversas propriedades místicas para os povos originários. Suas lascas têm um aroma doce e penetrante que é muito apreciado no mundo inteiro.

Muitas pessoas consomem o palo santo in natura, comprando lascas secas para queimar em casa. Por ter um odor mais profundo, vale a pena evitar queimá-lo perto de coisas que possam pegar cheiro. O ideal é queimar o palo santo com o ambiente aberto e bem arejado.

Suas propriedades xamânicas sempre foram usadas para purificação, sendo um grande protetor da casa e do trabalho.

Citronela – refrescância e proteção

Essa é uma planta muito famosa pelo seu aroma refrescante e suas propriedades repelentes e calmantes, muito apreciada nos climas tropicais do mundo inteiro.

Tem um aroma purificador e é usada especialmente durante o verão, não só para espantar os insetos mas também para refrescar o ambiente.

Carvão vegetal – sofisticação e ritual

O carvão vegetal é comum na queima de resinas aromáticas como o breuzinho e o olíbano, que têm cheiro intenso e é muito comum em ambientes religiosos, como terreiros e igrejas católicas. Por ter um tom mais forte e especialmente pela queima do carvão, não deve ser aceso em ambientes internos.

O tipo mais comum de incenso que vemos por aqui também tem carvão vegetal na sua base, são aqueles mais simples, de vareta fina. Seu uso deve ser evitado ao máximo em ambientes fechados pouco arejados, pois podem conter elementos tóxicos.

Existem outros tipos populares de incenso consumidos in natura, como os bastões de salvia, lascas de estoraque, sândalo e outras madeiras e ervas populares.

O melhor tipo de incenso para cada ambiente – saiba qual escolher

Para cada atividade existe aquela propriedade aromática ideal para auxiliar. É interessante conhecer mais de perto alguns dos tipos de incenso mais populares:

  • Gerânio: tom floral muito apreciado, adocicado e suave. Suas propriedades antibacterianas e o aroma que é muito comum em produtos de limpeza fazem dele o cheirinho de casa limpa ideal para acender depois da faxina do sábado de manhã;
  • Patchouli: planta oriental que sempre esteve fortemente ligada com a conquista, a influência, o lado masculino do ying e yang e as propriedades exóticas. Muito popular em ambientes de vendas e fechamento de negócios importantes;
  • Olíbano: entre seus diversos atributos, essa resina é considerada sagrada, com poder de elevação do pensamento, da auto-estima, e tem influência nas propriedades respiratórias.
  • Citronela: a mais querida nos ambientes tropicais, afasta insetos, refresca e purifica o ambiente com tons cítricos.
  • Lavanda: seu cheiro agradável é muito popular em diversos artigos de higiene pessoal. Tem grandes propriedades calmantes, especialmente para estimular o sono.
  • Arruda: muito querido das simpatias: evoca proteção contra ameaças espirituais.
  • Mirra: ativa a intuição e a criatividade, muito popular em ambientes como ateliers.
  • Alecrim: um dos favoritos na hora de meditar. Seu aroma intenso e purificador é ótimo para manter a mente concentrada e ajudar no controle da respiração.

Existem dezenas de aromas e propriedades inconfundíveis que você pode explorar em sua jornada pelo mundo da aromaterapia. O que não pode faltar é um incensário lindo e decorativo.

Se for utilizar palo santo e incensos de carvão, é importante escolher um incensário com cúpula, de preferência em barro, que não esquenta em excesso. Escolha um incensário que colete as cinzas e evite que o vento faça elas voarem pela casa.

Os incensários verticais são bons para ajudar a posicionar melhor a direção da fumaça, mas é importante que você jamais a respire diretamente. Qualquer incenso deve ser queimado com o ambiente o mais arejado possível.

No comércio, o ideal é queimar o incenso em um lugar arejado na entrada, para que o aroma fique mais difuso mas presente o suficiente para captar a atenção dos clientes.

Já na casa, posicione o incensário num lugar central. Se for meditar, antecipe um pouco a queima do incenso, para entrar no ambiente bem aromatizado e preparado. Se tiver dificuldades em se concentrar, além dos aromas, você pode usar uma mandala para ajudar a se focalizar.

Algumas tradições dizem que o interessante é queimar incensos diariamente, no mesmo horário e no mesmo local, para criar um ambiente mais harmonizado.

Se você busca aproveitar as propriedades aromáticas genuínas dos incensos, é importante buscar por artigos naturais ou in natura, os incensos artificiais reproduzem apenas os aromas, sem fins terapêuticos.

Ficou inspirado(a) em harmonizar seu espaço? Os incensos vão trazer toda uma nova dimensão de aromas para tornar seu ambiente ainda mais aconchegante e produtivo. Aqui na Deco House nós somos apaixonados por cada carinho com a casa e trazemos todas as semanas publicações sobre o mundo da decoração.

Que tal saber mais sobre como montar um espaço zen ideal para o seu cantinho? Não deixe de acompanhar nossas postagens! Até a próxima!

Decoração home office com muito carinho e identidade

Você sabia que, em 2020, as vagas de trabalho em regime home office aumentaram 215%, fora o número de pessoas que tiveram que trabalhar de casa por conta dos riscos da pandemia?
Mais do que nunca, a relação que temos com nosso trabalho e nosso lar foi levada a um novo nível, e a busca por decoração home office explodiu. Se você é uma dessas pessoas, como você tem decorado seu cantinho de trabalho? Sabia que sua organização tem um impacto direto com a sua maneira de lidar com o trabalho?
Esse é o momento ideal para trocarmos algumas ideias e decorações sobre como decorar o home office com propriedade e deixá-lo a sua cara! Olha só as dicas que o blog Decohouse preparou para você:
A importância da decoração home office
A relação que temos com nosso ambiente tem tudo a ver com como nós o percebemos e o que fazemos nele. A adaptação em trabalhar em casa certamente foi e está sendo difícil para muita gente. Seja pela falta de espaço, de estrutura, de conciliação dos ambientes, de concentração… Cada um sabe a dificuldade que tem enfrentado em casa.
Mas de uma coisa temos certeza: quanto mais belo, agradável, aconchegante e arejado for o cantinho de trabalho, mais fácil fica a adaptação e maior é a produtividade.
A decoração home office tem um impacto direto em como sentimos a hora do trabalho, e uma das dicas que tem sido mais importantes a respeito do local de trabalho é justamente separar ele do convívio caseiro: ter o tempo e o local de trabalhar e o tempo e o local do convívio em casa. A decoração pode ajudar bem a delimitar esses “nichos” de nossa casa.
 Preparando sua decoração home office
Ao menos um item certamente não vai faltar no ambiente de trabalho da grande maioria das pessoas que foram para casa: o computador. Prepare uma mesa especial para ele, e sobre essa mesa tente manter apenas o essencial. Quanto menos distrações, melhor vai ser para o ritmo do seu dia.
Desative as notificações desnecessárias de seu celular e, para manter tudo em dia, não deixe faltar aquele bloco de notas ou post-its coloridos sobre a mesa.
Mas, calma! você não precisa adotar o minimalismo total a menos que queira. A ideia é evitar distrações. Para unir funcionalidade, foco e beleza, o legal é investir em coisas que são funcionais para seu dia a dia, que tal?

Funcional e belo – o verdadeiro conceito

Para ter tudo a mão de forma mais prática, especialmente para guardar a pepelada, que tal adotar um nicho decorativo?
Ao invés de empilhar (e perder) as coisas nas gavetas, você pode investir em um separador de papéis e um porta lápis. Sobre o separador, pode usar uma mini escultura como peso de papel, enquanto o porta-lápis pode ser personalizado com fotos ou adesivos, por exemplo.
E você também não precisa ficar olhando para a parede branca e sem vida. Pelo contrário: ter algo para ajudar na focalização faz muito bem. Você pode levar para o escritório aquele quadro com um tom mais intimista, com uma arte mística, ou algo cheio de padrões intrincados e geométricos – quem sabe também por aquela frase motivadora na parede, que te ajude a manter o foco e a força mesmo nos momentos de maior cansaço.

Leve um pouco de vida para onde for

Que tal ter algo orgânico e verde sobre a mesa? Isso certamente vai dar uma energia diferente para o lugar. Se você não tem um pet que gosta de dormir ao lado do calor do computador ou que adora fazer companhia aos seus pés, já pensou em adotar uma planta como mascote? Providencie um jarro bem especial para a sua nova companheira de trabalho.
E que tal ter um cristal sobre a mesa? Os minerais têm propriedades incríveis e pedras como a ametista, com sua enorme capacidade de transmutação, ou a turmalina, que é uma ótima neutralizadora de sentimentos pesados e que causam fadiga. Uma drusa cheia de padrões ou mesmo aquela pedra rolada vão dar um apoio a mais para a sua jornada.
E para quem ama purificação do ambiente, um bom incenso é grande amigo. Existem diversos incensários delicados e cheios de significado, com tons metálicos ou em argila e madeira que dão um destaque especial.
O Palo Santo é o purificador ideal da casa inteira. O alecrim, o eucalipto e o capim-limão, além de refrescantes são ótimos para a concentração. Agora, se o momento exige inspiração para fechar importantes negócios, o patchouli dá aquele vigor mental e a mirra atrai muita prosperidade.

Dicas de sobrevivência para o home office

Uma das dicas fundamentais é manter arrumado – o ambiente e você! Não trabalhe de pijama: acorde mais cedo, escove os dentes, lave bem o rosto, se penteie e vista-se como se fosse ao trabalho em dia normal.
Mantenha o ambiente organizado e avise a toda sua família que, apesar de estar em casa, estará indisponível – ou melhor, somente para emergências.
O bom de estar em casa é que poderá fazer pausas que recarreguem mais as energias: aproveite para se alimentar bem e com calma, a cada 30 minutos levante-se e dê uma boa espreguiçada, estique o corpo e beba água. Tomar água regularmente é tão bom para vencer o sono quanto café em excesso, com o bônus de não causar ansiedade nem picos de energia seguidos de quedas.
Com um ambiente gostoso de se conviver você pode criar novos vínculos com a sua casa e também mudar a visão que tem sobre o seu trabalho. Com um pouco de carinho e disciplina você pode ir mais longe!
Para conferir mais dicas especiais de decoração, sustentabilidade e mundo zen, é só assinar nossa newsletter para receber os melhores conteúdos em primeira mão. Nos vemos no próximo post!

Aprenda a usar espelhos na decoração com as dicas Decohouse!

Para alguns, trata-se de um item indispensável para conferir o visual e a maquiagem; para outros, o objeto não é necessariamente indispensável. No entanto, seja qual for a sua opinião, a decoração com espelhos é uma tendência super criativa e funcional quando falamos de possibilidades de transformação de ambientes.

Isso porque esses objetos agregam noção de profundidade aos espaços, alongando-os visualmente e criando a sensação de espaço – ou seja, a opção perfeita para quem tem pouco espaço em casa, mas não abre mão de um lindo décor.

Para te ajudar a deixar o seu cantinho ainda mais íntimo, agradável e lindo, o blog Decohouse preparou mais um conteúdo exclusivo com dicas práticas de como usar espelhos na decoração e como combiná-lo com outros objetos.

Acompanhe a leitura e saiba tudo sobre o assunto! Vamos lá:

Por que usar espelhos como objetos decorativos?

 

A função clássica dos espelhos você já sabe: no banheiro ou nos quartos, um bom espelho é aquele que permite a visualização nítida de uma parte do corpo, geralmente o rosto, ou dele como um todo, garantindo aquela conferida básica no visual para se certificar de que está tudo dentro do desejado.

No entanto, você sabia que, justamente por essa capacidade de refletir a luz e produzir imagens, podemos utilizar diferentes tipos de espelhos na decoração do nosso lar? O melhor de tudo é que existem inúmeras possibilidades decorativas para se escolher e aproveitar!

Com um bom arranjo de espelhos, é possível criar a sensação de ambiente bem-iluminado, amplo e descontraído. Além disso, dá para aproveitar sua funcionalidade clássica, especialmente quando posicionados estrategicamente em cômodos como o hall de entrada ou a própria sala de estar.

Porém, como você já sabe, qualquer cômodo é um ótimo candidato à renovação, basta aplicar as dicas práticas que deixaremos a seguir, olha só:

Decoração com espelhos redondos: é possível?

É só pensar em espelhos que eles logo vêm à mente em formas retangulares e quadradas, não é mesmo? Esses formatos clássicos são ótimos para quartos, banheiros e paredes de espelhos (dos quais vamos falar mais adiante).

Para explorarmos ao máximo as possibilidades de uma casa bem-decorada, também recomendamos a utilização de espelhos redondos, mais modernos e joviais que as versões quadradas.

As formas arredondadas do objeto criam a sensação de suavidade, por não conterem ângulos retos nas bordas. Além disso, aos adeptos do estilo minimalista e delicado, essa opção, em tamanhos menores, são perfeitos para dar o toque de charme e personalidade ao seu cantinho.

Dê preferência às áreas de convivência comum, como sala de estar, cozinha e área externa, em que o aspecto decorativo é o mais importante. Tamanhos maiores, além de beleza ao décor, também adicionam o toque extra de funcionalidade muito bem-vindo!

Composições com espelhos: explore as possibilidades!

Essa dica é para quem quer explorar a criatividade e deixar o espaço ainda mais personalizado. Invista em pequenas peças de diferentes formatos – redondos, quadrados, hexagonais, geométricos etc – e crie uma composição exclusiva em qualquer parede da sua casa!

A dica é harmonizar as formas e os tamanhos, mesclando maiores e menores, de forma a criar um arranjo orgânico, coerente com o tamanho da parede e do cômodo e que satisfaça o seu estilo de decoração pessoal.

O resultado é um ambiente ainda mais lindo e charmoso!

Como harmonizar espelho e o restante da decoração?

Se você já possui elementos decorativos no cômodo escolhido para receber os espelhos, saiba que não é preciso abrir mão deles! Isso porque é super possível combinar eles com os demais itens do seu lar.

Os móveis, por exemplo, combinam muito bem com diferentes tipos de espelhos. A combinação de um aparador com um espelho emoldurado em cima, por exemplo, é perfeita para a área de estar de qualquer casa.

O melhor de tudo é que, graças à versatilidade, tanto móveis quanto espelhos combinam com qualquer tipo de ambiente, basta observar as proporções entre eles e se o esquema de cores dos objetos combinam entre si, caso haja molduras ou outros trabalhos.

Aliás, não é somente a combinação de móveis e espelhos que é garantia de sucesso: vasos e plantinhas também estão com tudo! O reflexo do verde adiciona ainda mais toques de natureza à composição – ideal para os amantes das good vibes.

Quer investir em plantinhas mas não sabe qual escolher? Felizmente, aqui no blog da Decohouse você encontra um guia sobre as melhores plantas para ambientes domésticos – não deixe de conferir!

Parede de espelhos: amplie visualmente seus espaços preferidos!

Por fim, se o seu cantinho possui limitações de espaço, a parede de espelhos é a solução perfeita para ampliar visualmente o seu espaço preferido. No entanto, é importante ter em mente que a técnica não deve ser aplicada em todas as paredes ou cômodo do lar.

Então, para evitar poluição visual ou gastos excessivos, escolha uma parede de destaque, escolhida estrategicamente para criar o efeito – nossa dica é que seja em um lugar-comum da casa, especialmente a sala de estar, que costuma ser o ambiente mais frequentado e visitado da casa.

Vale lembrar que, para garantir o conforto visual, não escolha uma parede diretamente voltada para a janela, pois o excesso de luminosidade é prejudicial para o seu bem-estar, dos outros moradores e das visitas. Prefira sempre iluminação indireta.

Viu só como transformar a casa com espelhos é simples e pode garantir um resultado final encantador? Se você quiser receber mais dicas úteis e práticas de decoração, não deixe de acompanhar todas as nossas atualizações de conteúdo – por aqui tem sempre coisa nova!

Aproveite mais dicas de como decorar apartamento pequeno e nos vemos no próximo post! Até mais!

5 temas práticos para decorar a sala com quadros combinados

Se você já fez perguntas para si mesma como: “será que esse quadro combina com o meu sofá?”, ou “se eu comprar esse quadro, vai ficar bacana na minha sala?”, este post é para você! Neste artigo, nós vamos te mostrar como combinar quadros na sala para deixar seu espaço ainda mais interessante.

Podemos avisar de antemão que essa é uma tarefa muito simples. Pois, com as dicas que você verá a seguir, com certeza conseguirá visualizar como seu ambiente ficará depois da transformação.

Afinal, com tantas opções de quadros, desde com a temática da natureza, até os abstratos, geométricos e vintage, é importante ter uma noção prévia de qual desses estilos é ideal para agregar positivamente no cômodo.

Confira agora os estilos de quadros mais usados na decoração contemporânea e escolha a que mais combina com você.

Top 5 temas mais queridinhos para decorar a sala de estar

A sala de estar é um ambiente de descontração, socialização e, claro, descanso. É um dos cômodos mais queridinhos da casa, justamente pelo caráter social e despojado – afinal, é onde recebemos as visitas, assistimos TV ou passamos um tempo em família.

Por isso, a decoração desse ambiente deve ser coerente com o mood que ele apresenta, e quando o assunto é composição de quadros, algumas escolhas de temas podem ser mais adequadas para dar um toque a mais de charme às paredes do cômodo.

Confira algumas opções de temas para deixar sua sala mais aconchegante e com a sua cara!

1. Composições com temática de natureza

Usar elementos da natureza na sua sala pode trazer sentimentos benéficos para o corpo e para a alma, como a tranquilidade, relaxamento e paz interior.

No entanto, antes de escolher o quadro que você colocará no cômodo, é válido fazer uma análise crítica sobre o visual completo, evitando que o espaço acabe se transformando em uma verdadeira floresta.

Os quadros no estilo Natureza unem as beleza naturais do planeta com estampas que vão desde palmeiras até paisagens de desertos e praias. Assim, é possível escolher a arte que mais combina com os outros componentes da sala.

Por exemplo, se o seu ambiente possui tons terrosos e escuros, vale a pena usar quadros com tons esverdeados para dar contraste. Dessa forma, você não polui visualmente e ainda dá um toque de bom gosto.

2. Composições abstratas – para quem adora um conceito artístico!

Se você ainda deseja implementar aspectos da natureza porém com uma pegada contrária àquela que você viu anteriormente, precisa conhecer os quadros abstratos.

Hoje em dia, disponíveis em material super versátil chamado MDF, os quadros abstratos são perfeitos para dar um charme mais instigante no ambiente.

Além de visuais que remetem à natureza, a arte abstrata também pode trazer elementos que remetem às grandes cidades e os sentimentos mais profundos. No entanto, há um certo cuidado ao escolher esse tipo de quadro para sua sala, pois a arte precisa conversar com os outros componentes do cômodo, como o sofá, tapete, mesa de centro, entre outros.

Se você tem móveis com linhas retas e minimalistas, por exemplo, pode optar por quadros abstratos geométricos. Já se seus móveis possuem curvas arredondadas, é indicado os quadros geométricos com desenhos orgânicos. Falando em quadros geométricos, confira a próxima tendência.

3. Composição geométrica – a tendência das arestas

Se você procura implementar modernidade e um visual minimalista na sua sala, a escolha ideal são os quadros geométricos, tendo em vista que suas linhas retas e curvas remetem à arquitetura mais moderna dos grandes arquitetos.

Os quadros geométricos combinam muito bem em salas com móveis sem curvatura e objetos lineares. Além disso, com suas variadas impressões, você tem a liberdade de proporcionar os mais diferentes ares ao ambiente, como descontração, diversão e até sofisticação.

Os quadros geométricos também trazem harmonia para a sala e, ao aproveitar a geometria já existente no espaço, você consegue acrescentar novas nuances, explorando ao máximo sua essência.

4. Vintage: estilo que perdura décadas

Provavelmente você já tenha visto a decoração vintage em uma sala e talvez nem se deu conta que se tratava desse estilo.

Cada vez mais presente em variados ambientes da casa, a tendência vintage se encaixa muito bem em diversos gostos, pois se subdivide em diferentes estilos: vintage romântico, old school e até mesmo o rock ‘n roll – onde elementos do rock dos anos 60 são incorporados nos acessórios, quadros e outros objetos.

Incrementar os quadros vintage no seu ambiente também segue sem limites. Aqui você pode liberar a criatividade e expressar seu sentimento por meio de figuras icônicas da história.

Por fim, com esse estilo você consegue misturar cores marcantes com cores claras, móveis baixos com móveis alongados, figuras da história com personalidades da música, entre outros. A atitude e personalidade andam juntas, sendo a dupla perfeita para uma boa decoração clássica.

5. Composições com ilustração: um toque cool

Os quadros com ilustrações são ideais para salas que permitem uma descontração a mais. Com impressões de figuras da cultura pop como David Bowie até Salvador Dali, você agrega novas camadas ao ambiente.

Ou seja, você garante um ambiente que instiga a inspiração, transformando-o em um local perfeito para reunir os amigos, ler um livro instigante e até mesmo passar bons momentos com a própria companhia.

O conceito de “ficar em casa é o novo sair”, segundo matéria da Casa Vogue sobre as tendências para 2020, serve para transformar o ambiente em espaços que permitam o lazer e entretenimento. Assim, os quadros com ilustrações são perfeitos para trazer um sentimento mais convidativo ao cômodo.

A arte, na verdade, abre portas para experiências inspiradoras, fazendo com que a nossa própria sala seja o cenário dos nossos momentos mais marcantes.

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário aqui embaixo com a sua opinião, sugestão ou pergunta, nós queremos saber! Além disso, compartilhe este post nas suas redes sociais para outras pessoas conhecerem os variados estilos de quadros e deixarem o ambiente da sala ainda mais interessante. Até o próximo post!

Conheça a técnica do macramê e faça lindas decorações!

O Macramê é uma técnica muito antiga, mas que é usada até os dias de hoje para fazer lindas decorações. Ele caracteriza-se por entrelaçar fios de barbantes entre si, em forma de nó, para fazer efeito de franja, entrelaçados, rede e similares.

Essa técnica foi ganhando espaço conforme os anos e hoje em dia é utilizada para decorar a casa em cortinas, acessórios e até mesmo roupas. Uma outra forma de utilizá-la é fazendo lindos suportes, e o blog da Decohouse preparou um conteúdo para você aprender a fazê-los!

Continue nos acompanhando e aprenda o passo a passo!

História do macramê: tudo sobre esse lindo artesanato!

A origem do Macramê é muito antiga. Desde o século XIII existem alguns registros do artesanato nas esculturas dos babilônios. Ele ganhou grande credibilidade na Itália, séculos depois e, lá, era feito pelas mulheres que gostavam de passar o tempo criando lindas franjas, entre outros enfeites.

Depois de um certo período, o enfeite quase desapareceu completamente, sendo visto vez ou outra em alguma peça decorativa. Porém, a técnica teve seu retorno triunfal na Inglaterra do século XIX, onde se popularizou como artesanato, e passou a ser objeto de decoração de interiores que, por sinal, já eram bem decorados na época.

A palavra Macramê tem origem árabe e significa “guardanapo” ou “toalha”. A arte é totalmente manual, ou seja, a única ferramenta que você precisa para fazê-la é a mão. Pode parecer trabalhoso, mas, acredite, o resultado vale a pena!

Deu para perceber que a história do macramê é longa, complexa e cheia de acontecimentos, não é mesmo? Hoje, felizmente, ela tem voltado com tudo e, por esse motivo, podemos utilizá-la em diferentes tipos de decoração: cortinas, mesas, capas de sofá, suportes para plantas e muito mais!

Nesse post, vamos te ensinar a fazer um desses tipos de artesanatos, o famoso suporte de macramê, olha só:

Passo a passo de como fazer um suporte para plantas de Macramê!

 

Quem não gosta de uma casa bem decorada, cheia de estilo e com uma vibe bem aconchegante, né? Apostar no Macramê para deixar seu ambiente com todas essas características é uma ótima ideia! Por isso, separamos o passo a passo para você fazer na sua casa:

1. Escolha o tamanho ideal da sua linha!

O primeiro passo para fazer um lindo suporte de plantas de macramê é adquirir a linha, geralmente barbante. Para saber a quantidade que vai utilizar, tenha em mente o tamanho que deseja que seu suporte fique.

Se você quer um suporte com aproximadamente 1 metro de comprimento, você vai precisar de uma linha com três vezes esse tamanho cada uma que for utilizar. Utilize uma linha espessa, de 24 fios.

Cada tamanho de planta exigirá um tamanho de suporte diferente, por isso, preste muita atenção nesses detalhes. Se está em dúvida em qual o tipo mais adequado de plantinha para sua casa ou apê, saiba que já falamos sobre isso aqui no blog, não deixe de conferir!

2. Junte todas as linhas

 

Depois que você já decidiu o tamanho que será feito seu suporte, junte todas as linhas e amarre todas as pontas, para igualar. Se elas ficaram um pouco desiguais, não tem problema, é só arrumar! Feito isso, passe as linhas pela argola que servirá como base para pendurar o suporte.

Em seguida, corte duas linhas de 50cm para amarrar o restante dos barbantes na argola, em um “nó escondido”.

3. Faça os nós

Existem várias técnicas para fazer o macramê, uma das mais fáceis para quem nunca fez antes ou não possui habilidades manuais é a com a do nó DNA ou espiral. Para fazer ele você precisa separar as linhas em quatro.

Feito isso, comece os nós sempre para o mesmo lado: pegue a linha que ficar na ponta e passe por baixo das outras, fechando-a com a da outra extremidade e levando até a parte de cima da linha. Repita esse processo até chegar no tamanho de mais ou menos um palmo. Em seguida, faça nos outros conjuntos de linhas que dividiu anteriormente.

4. Dê um acabamento especial

Agora que sua linha já está com os nós devidamente feitos na parte superior, faça um acabamento diferenciado – deixe um espaço de um palmo para baixo e comece outros nós. Você pode fazer eles da mesma maneira que os anteriores, mas em menor quantidade.

Caso erre na hora de confeccionar os nós, é só desfazer e começar novamente. Essa é uma característica muito legal do macramê, pois você pode sempre recomeçar!

5. Faça a base para seu vaso de planta!

Agora que você já tem a extensão do seu suporte pronta, chegou o momento de fazer a base para colocar sua plantinha. Para fazer isso é muito simples:

Pegue as pontas que sobraram e junte-as umas às outras para formar uma espécie de rede com o barbante. Finalize com todas as pontas que ficaram em outro nó escondido utilizando a outra linha de 50cm que você havia cortado anteriormente, para que seu vaso não caia do suporte.

Prontinho! É só colocar o vaso com sua planta favorita e decorar sua casa, você pode colocá-lo na sala, quarto ou na varanda. Vai ficar incrível!

É muito fácil fazer um suporte de macramê, né? Esse artesanato fica lindo e super barato para fazer. Aliás se você gosta de décor e não quer gastar muito, confira nosso post com várias dicas para decoração econômica bem legais. Continue nos acompanhando e até a próxima!