5 temas práticos para decorar a sala com quadros combinados

Se você já fez perguntas para si mesma como: “será que esse quadro combina com o meu sofá?”, ou “se eu comprar esse quadro, vai ficar bacana na minha sala?”, este post é para você! Neste artigo, nós vamos te mostrar como combinar quadros na sala para deixar seu espaço ainda mais interessante.

Podemos avisar de antemão que essa é uma tarefa muito simples. Pois, com as dicas que você verá a seguir, com certeza conseguirá visualizar como seu ambiente ficará depois da transformação.

Afinal, com tantas opções de quadros, desde com a temática da natureza, até os abstratos, geométricos e vintage, é importante ter uma noção prévia de qual desses estilos é ideal para agregar positivamente no cômodo.

Confira agora os estilos de quadros mais usados na decoração contemporânea e escolha a que mais combina com você.

Top 5 temas mais queridinhos para decorar a sala de estar

A sala de estar é um ambiente de descontração, socialização e, claro, descanso. É um dos cômodos mais queridinhos da casa, justamente pelo caráter social e despojado – afinal, é onde recebemos as visitas, assistimos TV ou passamos um tempo em família.

Por isso, a decoração desse ambiente deve ser coerente com o mood que ele apresenta, e quando o assunto é composição de quadros, algumas escolhas de temas podem ser mais adequadas para dar um toque a mais de charme às paredes do cômodo.

Confira algumas opções de temas para deixar sua sala mais aconchegante e com a sua cara!

1. Composições com temática de natureza

Usar elementos da natureza na sua sala pode trazer sentimentos benéficos para o corpo e para a alma, como a tranquilidade, relaxamento e paz interior.

No entanto, antes de escolher o quadro que você colocará no cômodo, é válido fazer uma análise crítica sobre o visual completo, evitando que o espaço acabe se transformando em uma verdadeira floresta.

Os quadros no estilo Natureza unem as beleza naturais do planeta com estampas que vão desde palmeiras até paisagens de desertos e praias. Assim, é possível escolher a arte que mais combina com os outros componentes da sala.

Por exemplo, se o seu ambiente possui tons terrosos e escuros, vale a pena usar quadros com tons esverdeados para dar contraste. Dessa forma, você não polui visualmente e ainda dá um toque de bom gosto.

2. Composições abstratas – para quem adora um conceito artístico!

Se você ainda deseja implementar aspectos da natureza porém com uma pegada contrária àquela que você viu anteriormente, precisa conhecer os quadros abstratos.

Hoje em dia, disponíveis em material super versátil chamado MDF, os quadros abstratos são perfeitos para dar um charme mais instigante no ambiente.

Além de visuais que remetem à natureza, a arte abstrata também pode trazer elementos que remetem às grandes cidades e os sentimentos mais profundos. No entanto, há um certo cuidado ao escolher esse tipo de quadro para sua sala, pois a arte precisa conversar com os outros componentes do cômodo, como o sofá, tapete, mesa de centro, entre outros.

Se você tem móveis com linhas retas e minimalistas, por exemplo, pode optar por quadros abstratos geométricos. Já se seus móveis possuem curvas arredondadas, é indicado os quadros geométricos com desenhos orgânicos. Falando em quadros geométricos, confira a próxima tendência.

3. Composição geométrica – a tendência das arestas

Se você procura implementar modernidade e um visual minimalista na sua sala, a escolha ideal são os quadros geométricos, tendo em vista que suas linhas retas e curvas remetem à arquitetura mais moderna dos grandes arquitetos.

Os quadros geométricos combinam muito bem em salas com móveis sem curvatura e objetos lineares. Além disso, com suas variadas impressões, você tem a liberdade de proporcionar os mais diferentes ares ao ambiente, como descontração, diversão e até sofisticação.

Os quadros geométricos também trazem harmonia para a sala e, ao aproveitar a geometria já existente no espaço, você consegue acrescentar novas nuances, explorando ao máximo sua essência.

4. Vintage: estilo que perdura décadas

Provavelmente você já tenha visto a decoração vintage em uma sala e talvez nem se deu conta que se tratava desse estilo.

Cada vez mais presente em variados ambientes da casa, a tendência vintage se encaixa muito bem em diversos gostos, pois se subdivide em diferentes estilos: vintage romântico, old school e até mesmo o rock ‘n roll – onde elementos do rock dos anos 60 são incorporados nos acessórios, quadros e outros objetos.

Incrementar os quadros vintage no seu ambiente também segue sem limites. Aqui você pode liberar a criatividade e expressar seu sentimento por meio de figuras icônicas da história.

Por fim, com esse estilo você consegue misturar cores marcantes com cores claras, móveis baixos com móveis alongados, figuras da história com personalidades da música, entre outros. A atitude e personalidade andam juntas, sendo a dupla perfeita para uma boa decoração clássica.

5. Composições com ilustração: um toque cool

Os quadros com ilustrações são ideais para salas que permitem uma descontração a mais. Com impressões de figuras da cultura pop como David Bowie até Salvador Dali, você agrega novas camadas ao ambiente.

Ou seja, você garante um ambiente que instiga a inspiração, transformando-o em um local perfeito para reunir os amigos, ler um livro instigante e até mesmo passar bons momentos com a própria companhia.

O conceito de “ficar em casa é o novo sair”, segundo matéria da Casa Vogue sobre as tendências para 2020, serve para transformar o ambiente em espaços que permitam o lazer e entretenimento. Assim, os quadros com ilustrações são perfeitos para trazer um sentimento mais convidativo ao cômodo.

A arte, na verdade, abre portas para experiências inspiradoras, fazendo com que a nossa própria sala seja o cenário dos nossos momentos mais marcantes.

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário aqui embaixo com a sua opinião, sugestão ou pergunta, nós queremos saber! Além disso, compartilhe este post nas suas redes sociais para outras pessoas conhecerem os variados estilos de quadros e deixarem o ambiente da sala ainda mais interessante. Até o próximo post!

Conheça a técnica do macramê e faça lindas decorações!

O Macramê é uma técnica muito antiga, mas que é usada até os dias de hoje para fazer lindas decorações. Ele caracteriza-se por entrelaçar fios de barbantes entre si, em forma de nó, para fazer efeito de franja, entrelaçados, rede e similares.

Essa técnica foi ganhando espaço conforme os anos e hoje em dia é utilizada para decorar a casa em cortinas, acessórios e até mesmo roupas. Uma outra forma de utilizá-la é fazendo lindos suportes, e o blog da Decohouse preparou um conteúdo para você aprender a fazê-los!

Continue nos acompanhando e aprenda o passo a passo!

História do macramê: tudo sobre esse lindo artesanato!

A origem do Macramê é muito antiga. Desde o século XIII existem alguns registros do artesanato nas esculturas dos babilônios. Ele ganhou grande credibilidade na Itália, séculos depois e, lá, era feito pelas mulheres que gostavam de passar o tempo criando lindas franjas, entre outros enfeites.

Depois de um certo período, o enfeite quase desapareceu completamente, sendo visto vez ou outra em alguma peça decorativa. Porém, a técnica teve seu retorno triunfal na Inglaterra do século XIX, onde se popularizou como artesanato, e passou a ser objeto de decoração de interiores que, por sinal, já eram bem decorados na época.

A palavra Macramê tem origem árabe e significa “guardanapo” ou “toalha”. A arte é totalmente manual, ou seja, a única ferramenta que você precisa para fazê-la é a mão. Pode parecer trabalhoso, mas, acredite, o resultado vale a pena!

Deu para perceber que a história do macramê é longa, complexa e cheia de acontecimentos, não é mesmo? Hoje, felizmente, ela tem voltado com tudo e, por esse motivo, podemos utilizá-la em diferentes tipos de decoração: cortinas, mesas, capas de sofá, suportes para plantas e muito mais!

Nesse post, vamos te ensinar a fazer um desses tipos de artesanatos, o famoso suporte de macramê, olha só:

Passo a passo de como fazer um suporte para plantas de Macramê!

 

Quem não gosta de uma casa bem decorada, cheia de estilo e com uma vibe bem aconchegante, né? Apostar no Macramê para deixar seu ambiente com todas essas características é uma ótima ideia! Por isso, separamos o passo a passo para você fazer na sua casa:

1. Escolha o tamanho ideal da sua linha!

O primeiro passo para fazer um lindo suporte de plantas de macramê é adquirir a linha, geralmente barbante. Para saber a quantidade que vai utilizar, tenha em mente o tamanho que deseja que seu suporte fique.

Se você quer um suporte com aproximadamente 1 metro de comprimento, você vai precisar de uma linha com três vezes esse tamanho cada uma que for utilizar. Utilize uma linha espessa, de 24 fios.

Cada tamanho de planta exigirá um tamanho de suporte diferente, por isso, preste muita atenção nesses detalhes. Se está em dúvida em qual o tipo mais adequado de plantinha para sua casa ou apê, saiba que já falamos sobre isso aqui no blog, não deixe de conferir!

2. Junte todas as linhas

 

Depois que você já decidiu o tamanho que será feito seu suporte, junte todas as linhas e amarre todas as pontas, para igualar. Se elas ficaram um pouco desiguais, não tem problema, é só arrumar! Feito isso, passe as linhas pela argola que servirá como base para pendurar o suporte.

Em seguida, corte duas linhas de 50cm para amarrar o restante dos barbantes na argola, em um “nó escondido”.

3. Faça os nós

Existem várias técnicas para fazer o macramê, uma das mais fáceis para quem nunca fez antes ou não possui habilidades manuais é a com a do nó DNA ou espiral. Para fazer ele você precisa separar as linhas em quatro.

Feito isso, comece os nós sempre para o mesmo lado: pegue a linha que ficar na ponta e passe por baixo das outras, fechando-a com a da outra extremidade e levando até a parte de cima da linha. Repita esse processo até chegar no tamanho de mais ou menos um palmo. Em seguida, faça nos outros conjuntos de linhas que dividiu anteriormente.

4. Dê um acabamento especial

Agora que sua linha já está com os nós devidamente feitos na parte superior, faça um acabamento diferenciado – deixe um espaço de um palmo para baixo e comece outros nós. Você pode fazer eles da mesma maneira que os anteriores, mas em menor quantidade.

Caso erre na hora de confeccionar os nós, é só desfazer e começar novamente. Essa é uma característica muito legal do macramê, pois você pode sempre recomeçar!

5. Faça a base para seu vaso de planta!

Agora que você já tem a extensão do seu suporte pronta, chegou o momento de fazer a base para colocar sua plantinha. Para fazer isso é muito simples:

Pegue as pontas que sobraram e junte-as umas às outras para formar uma espécie de rede com o barbante. Finalize com todas as pontas que ficaram em outro nó escondido utilizando a outra linha de 50cm que você havia cortado anteriormente, para que seu vaso não caia do suporte.

Prontinho! É só colocar o vaso com sua planta favorita e decorar sua casa, você pode colocá-lo na sala, quarto ou na varanda. Vai ficar incrível!

É muito fácil fazer um suporte de macramê, né? Esse artesanato fica lindo e super barato para fazer. Aliás se você gosta de décor e não quer gastar muito, confira nosso post com várias dicas para decoração econômica bem legais. Continue nos acompanhando e até a próxima!

 

Casa decorada: ideias criativas para todos os cômodos!

Ter uma casa decorada vai muito além de organizar objetos, pintar paredes, mudar móveis de lugar e pendurar quadros na parede. A decoração é uma forma de expressão, de identidade e de transmitir, por meio de objetos e elementos físicos, sentimentos, sensações e good vibes.

Se você é da turma que ama personalizar cada detalhe possível do seu cantinho, saiba que aqui é o lugar certo! O blog da Decohouse é dedicado a inspirar simplicidade e afeto por meio da (de)coração e dos aspectos que envolvem essa forma de arte.

Adicionar toques pessoais nas paredes, sofás, estantes, quartos, salas e afins é, também, um processo de autoconhecimento e autocuidado – afinal, se o nosso lar é a expressão de quem somos, nada melhor que cada pedacinho dele reflita parte da nossa personalidade, nossas preferências e estilo pessoal.

Pode até parecer complicado ou confuso mergulhar no mundo do décor. Mas, saiba que, por meio de ações simples, é possível dar os primeiros passos em direção a esse universo de afetos, beleza e muita originalidade!

Pensando nisso, preparamos algumas dicas essenciais para você começar o projeto de transformação do seu lar, além das melhores ideias para se encantar e suspirar – tudo muito prático, econômico e super estiloso! Ficou curioso(a)? Acompanhe a leitura e saiba mais:

Dicas para decoradores amadores: o que é preciso saber?

Quando a vontade de mudar o visual de casa surge, é quase impossível controlá-la, não é mesmo? Porém, o conselho da Decohouse é: antes de colocar a mão na massa, separe um tempinho para pensar em uma espécie de projeto – um guia para te ajudar a obter o resultado perfeito.

Não precisa ser nada elaborado, um esboço já é o suficiente! A proposta é ter um direcionamento para minimizar as chances de frustrações e resultados inesperados – e acabar tendo que refazer todo o trabalho.

Dúvidas em como se organizar? Olha só o manual de dicas infalíveis que preparamos especialmente para você:

  • Comece aos poucos – a pressa é inimiga da perfeição!

Nossa primeira dica é a mais essencial também: não tenha pressa. Sim, nós sabemos que é muito difícil controlar a ansiedade de querer ver o seu cantinho todo renovado e cada vez mais a sua cara, no entanto, pense que a pressa, nesses momentos, de nada tem a colaborar para o resultado final, pelo contrário!

É importante estabelecer um ritmo gradual e condizente com os seus próprios horários (aos fins de semana, por exemplo). Assim, você terá tempo de avaliar todo o trabalho feito no meio-tempo, repensar a compra de certas peças, trocas as cores etc.

  • Espaço não é um fator limitante

Para quem tem criatividade, espaço (ou a falta dele) não é um fator limitante, embora seja algo que precisa ser considerado, especialmente se a inclusão de móveis fizer parte dos seus planos decorativos.

A funcionalidade é um dos principais fatores a serem considerados quando o assunto é décor. Isso porque é ela que garante o equilíbrio perfeito entre estética e praticidade, entre teoria e prática.

Hoje em dia já existe uma grande variedade de móveis e composições especialmente pensados para ambientes com limitações de espaço – ou seja, boa notícia para quem mora em casa ou AP pequeno!

Se esse é o seu caso, você pode conferir algumas dicas extras no nosso post exclusivo sobre decoração econômica de apartamento pequeno – não deixe de conferi-lo também!

  • Invista no seu jeitinho de ser

Como você já sabe, decoração também é autoexpressão – é trazer à vida detalhes que fazem diferença no seu jeito de ser e, para isso, nada melhor que apostar em elementos para uma composição que é o match perfeito com o seu estilo!

É a junção de todos os elementos que compõem o seu estilo pessoal que fazem toda a diferença e podem ser explorados por meio dos vários estilos de decoração que existem, do clássico ao contemporâneo, do rústico ao juvenil.

Ideais criativas para se inspirar e suspirar!

A teoria é importante, mas nada substitui a prática, certo? Então, hora de colocar a mão na massa! Mas, antes, olha só a seleção de ideias da Decohouse para te inspirar no projeto:

Parede de quadros – mosaico de lembranças e afetos

Que tal construir uma parede de quadros em diferentes tamanhos, criando uma composição em forma de mosaico onde estão exibidas memórias de momentos especiais, retratos de pessoas amadas, frases de inspiração e muito mais?

O segredo desse tipo de decoração é trabalhar com as proporções – como as diferentes peças de um quebra-cabeças que geram um resultado incrível no final! Selecione quadros de tamanhos variados, cores e estilos diferentes (fotos, estampas, frases etc).

Em relação ao ambiente de aplicação, a escolha é muito pessoal. Mas, de forma geral, é possível criar mosaicos em praticamente todos os cômodos do seu lar, exceto as áreas expostas à chuva e intempéries.

Plantinhas – quanto mais verde, melhor!

 

Nós da Decohouse amamos a natureza! O verde, a vida, as paisagens e as sensações que elas transmitem são indescritíveis e, com certeza, também proporcionarão tudo isso ao seu espaço. Ou seja, não há motivos para não investir em pelo menos alguns desses seres cheios de vivacidade e harmonia!

Nossa dica é criar composições mais simples e posicioná-las em locais estratégicos, como em cima da mesa, nos cantos do ambiente ou até mesmo suspendê-las nos tetos com estilosos e modernos suportes em macramê e estantes de plantas.

Em relação ao tipo de plantinha, existem espécies super adaptadas a ambientes domésticos, como suculentas, cactos, jiboias e as famosas samambaias. O ideal é fazer uma pesquisa detalhada para garantir os cuidados adequados à sua companheira de casa.

Decoração geométrica – a tendência da quarentena

Fita adesiva e tinta de parede são os principais ingredientes para criar uma parede decorada com essa tendência que se popularizou durante a quarentena. Trata-se de um procedimento simples, mas cujos resultados são encantadores!

O efeito cria texturas e contrastes de cores que se balanceiam, criando um efeito único e que traz destaque à parede que recebe o acabamento. Em relação às cores, é importante dosar a intensidade e a paleta conforme a vibe do cômodo – geralmente, mais sóbrias nas áreas de convivência.

Porém, vale ressaltar que não há nada de errado em apostar em cores vibrantes e quentes para espaços como a sala ou a cozinha – afinal, estamos falando de personalização, e nada melhor que um lar que reflete a personalidade de seu dono(a).

Iluminação natural – deixe a luz entrar

Você sabia que a iluminação também pode funcionar como um elemento decorativo? E, quando ela entra em jogo, a unanimidade é certa: deixe a luz do sol entrar! Ela é sinônimo de vida e saúde para todos os moradores da casa – humanos, animais e plantinhas.

Sendo assim, privilegie a entrada da luz solar por meio de cortinas claras e de tecido leve – que garantem a privacidade sem que você precise abrir mão das energias vindas do sol. Outra dica é pintar as paredes das áreas mais iluminadas com cores claras, que refletem melhor a luz e mantêm o cômodo fresco e iluminado o dia todo.

Viu só como não é difícil deixar sua casa decorada, estilosa e super original? Você pode continuar explorando essas possibilidades no post “Decoração de casa: dicas para um lar lindo e aconchegante”, aqui mesmo no blog. Acompanhe todas as nossas atualizações para mais dicas de amor e cuidado para o seu cantinho!

Até mais!